Este foi o mote para a nossa conversa com o fotojornalista do jornal Público, Adriano Miranda. O reconhecido fotojornalista começou por falar da sua experiência profissional e da sua recente deslocação à Ucrânia para a elaboração de uma reportagem no cenário de guerra, que foi de grande impacto, segundo as suas palavras, não só de caráter profissional como pessoal.

Os alunos presentes na sessão visionaram alguma fotografias dessa reportagem feita nos primeiros dias após a invasão da Ucrânia. Adriano Miranda explicou que acabou por também por escrever dez crónicas intituladas “Da Ucrânia com amor” que foram publicadas no  jornal Público e que dão uma visão mais pessoal de toda as sensações  vividas nesse cenário de guerra. Os alunos do 11º LH3 tinham trabalhado algumas destas crónicas no âmbito de Cidadania e,  uma vez que entre os alunos assistentes estavam turmas dos cursos profissionais de  Multimédia e Fotografia e Vídeo, o fotojornalista fez uma exposição sobre o seu trabalho e deu conselhos práticos  de grande interesse sobre as questões ligadas à técnica da fotografia e à problemática da ética que deve presidir, quer ao ato de fotografar, quer à sua publicação. Obrigada Adriano Miranda pela partilha!